ASABRAS NEWS


Cápsula da missão chinesa Chang’e 5 retornou com sucesso para a Terra

São as primeiras amostras da lua, depois das trazidas em 1976

por: Gilson Campos - 17/12/2020

A cápsula da missão chinesa Chang’e 5 retornou com sucesso para a Terra, trazendo consigo uma preciosa carga — amostras da superfície lunar. Após ser arremessada pelo módulo de serviço, a cápsula projetada para sobreviver à reentrada na atmosfera terrestre caiu na Mongólia Interior, 23 dias após o lançamento da missão, que ocorreu no dia 23 de novembro.

O sucesso do pouso foi confirmado pelas autoridades chinesas através em comunicado por volta das 15h (horário de Brasília). Embora a China não tenha confirmado o horário do pouso, já havia alguma expectativa, pois as autoridades haviam instruído os pilotos que evitassem a área naquela faixa de horário. Equipes de resgate foram enviadas tanto em helicópteros quanto em veículos em terra para a zona de pouso ,com a tarefa de recuperar, proteger e transportar a cápsula de 300 kg para Pequim. Lá, os cientistas abrirão o compartimento onde as amostras lunares estão e começarão o trabalho de análise.

Com o desfecho positivo da Chang'e 5, a China é a mais nova nação ao entrar para a curta lista dos que conseguiram trazer amostras da Lua — algo que a humanidade não faz desde 1976, quando a missão soviética Luna 24 trouxe cerca de 170 gramas de regolito para análises na Terra. Amostras lunares também foram trazidas entre os anos 1960 e 1970 pela NASA, com o programa Apollo.

Entre os objetivos das análises, está a tentativa de determinar da idade das amostras, o que poderá confirmar a hipótese de que algumas áreas da Lua passaram por efeitos de vulcanismo. Em outras palavras, as amostras podem mostrar alguns vestígios dos últimos fluxos de lava lunar.

Além disso, a Chang'e-5 foi uma grande demonstração de alta tecnologia espacial. Tudo correu como o planejado, incluindo o retorno com manobras complexas e arriscadas. Por exemplo, para trazer as amostras, um módulo levantou voo da superfície lunar e se encontrou com outro módulo, que permanecia na órbita do nosso satélite natural. Nesse encontro, a cápsula onde o material estava protegido foi transferido de um módulo para outro.

Este encontro automatizado em órbita lunar é sem precedentes, e mostra o avanço da China nesse tipo de missão. Aliás, essa foi a missão mais complexa do país até agora, e a mesma tecnologia deverá ser usada em missões destinadas a outros mundos, como Marte.

Fonte: Space.com, SpaceFlight Now

Foto: Divulgação da internet


DEVOLVAM AS ASAS AO BRASIL
A Campanha Nacional da Aviação Civil "Devolva as Asas ao brasil", é uma ação popular que busca o apoio de toda a sociedade aeronáutica brasileira e do setor produtivo da aviação. Um esforço comum, com foco no estancamento do retrocesso imposto nos últimos anos, na recuperação da aviação geral no país e incentivo para a retomada da posição de destaque que o Brasil sempre ocupou na aviação mundial.

Contatos

  • ASABRAS - Campanha Nacional da Aviação Civil
  • Av. Presidente Vargas, 962, sala 1004
  • Rio de Janeiro - RJ - Cep
  • Whatsapp: +55 21 98487-8004
  • Email: contato@asabras.org.br
  • Website: www.asasaobrasil.org.br